G.L.O.S.S. denuncia o preconceito contra transgêneros

Ouve esse hardcore político pilhado

Foto: Imagem: Wayne Ballard
Gostou? Compartilhe:

O significado da sigla G.L.O.S.S. já mostra um pouco do que você pode esperar dessa banda de hardcore punk norte-americana.

A Girls Living Outside Society´s Shit (Garotas que vivem fora dessa merda de sociedade, em livre tradução para o português) se autointitulava uma banda trans-feminista.

Com uma breve carreira de dois anos (2014-2016) e um hardcore pilhadaço, o grupo comandado por Sadie “Switchblade” Smith, uma mulher trans,  deixou como legado uma demo e um álbum que denunciam o preconceito e pregam contra o pacifismo diante do terrorismo e do ódio contra pessoas transgêneros.

Ouve essa demo na íntegra. A pancada é tão forte que você não vai ter tempo de respirar:No Brasil, pessoas transgêneros ainda são vítimas de enormes preconceitos. A Casa 1 atua no acolhimento de lésbicas, gays, travestis e transsexuais que foram expulsos de casa em razão de sua sexualidade. Clica no botão pra cooperar com o espaço.

Casa 1

A Casa 1 é um centro de acolhimento de LGBTs expulsos de Casa e um Centro Cultural na região central de São Paulo.

Gostou? Compartilhe:

Veja também...