L7 é a prova de que dá pra envelhecer no rock

Álbum é fruto de uma parceria com Joan Jett

A banda L7 com Joan Jett
Foto: L7 e Joan Jett (divulgação)
Gostou? Compartilhe:

por Sté Reis

O L7 voltou com tudo no último ano. Teve turnê mundial passando pelo Brasil e “Scatter Rats”, seu primeiro disco em 20 anos, lançado pela Blackheart Records, foi uma parceria mais do que bem-sucedida pelo selo do ícone do rock feminino Joan Jett.

É incrível ver a banda de volta aos palcos. O rock feminino ainda encontra muita dificuldade em ter uma longa carreira de destaque na indústria fonográfica, mas o single “Burn Baby” mostra que é possível ser mulher e envelhecer com estilo na música.

Os 11 sons do álbum não são nada além do que se espera dos sons do L7: guitarras graves, sujas, sombrias e com letras que passam pelo universo lúdico das tábuas de Ouija, visões decadentes de relacionamentos e coros que são impossíveis de não cantar junto.

Ouça clássicos do L7 e o melhor da música feminista na nossa programação de rádio. 

Gostou? Compartilhe:

Veja também...