M.I.A ironiza o preconceito aos imigrantes

“Paper Planes” já é um clássico

Gostou? Compartilhe:

Em 2007, M.I.A lançava “Paper Planes”, um clássico instantâneo que ironiza o olhar dos países desenvolvidos sobre os imigrantes.

Na letra, o estereótipo do estrangeiro trapaceiro que vem roubar seu emprego é elevado ao máximo como forma de criticar a postura preconceituosa e racista de uma parte da sociedade diante de quem tá fugindo da guerra e da miséria.

Em uma época em que muitos brasileiros estão embarcando em discursos de ódio sobre as migrações e os imigrantes, o som segue muito atual.

Saca essa:A Adus trabalha para combater o preconceito contra refugiados e integrá-los à sociedade. Clica no botão pra saber mais.

Adus

Ações voltadas à conscientização, diminuindo os casos de preconceito contra refugiados; diversos postos de trabalho foram criadas; vagas em cursos foram logradas; muitos voluntários foram incluídos ao nosso grupo de colaboradores e contribuem efetivamente em nossas ações e projetos. Solicitantes de refúgio e refugiados passaram a ter voz.

Gostou? Compartilhe:

Veja também...