Ninguém se importa, Faith no More

Segura a indireta para os desconstruidões de plantão

Foto: Tony Mottram/ZUMA
Gostou? Compartilhe:

Carregada de sarcasmos, We Care a Lot manda aquela indireta a artistas que se envolvem em movimentos sociais a fim de levantar mais marketing à própria imagem.

A crítica da música lançada em 1985 foi direcionada principalmente aos que fizeram participação no Live Aid, festival com o objetivo de arrecadar fundos para combater a fome da Etiópia. Esse bailinho do começo da carreira do Faith no More – ainda com Chuck Mosley nos vocais – gerou polêmica, já que a letra fazia referência a contradições de famosos, como Madonna e Mr T, que inclusive foram retirados da letra na segunda versão lançada em 1987.

E para você ver como a história sempre se repete: essa pode ser a trilha sonora ideal para quem já sacou quais artistas estão fazendo autopromoção em recentes festivais pró e contra Nicolás Maduro, da Venezuela. Solta o play aí:

Sabe quem bota a mão na massa e usa da profissão sua missão social de verdade? Os Médicos sem Fronteiras, que internacionalmente oferece ajuda médica e humanitária a populações em estados emergentes, como catástrofes, epidemias, fome etc. Clique para ver como eles vão além do discurso.

Médicos Sem Fronteiras

Médicos Sem Fronteiras (MSF) é uma organização humanitária internacional que leva cuidados de saúde a pessoas afetadas por graves crises humanitárias. Também é missão de MSF chamar a atenção para as dificuldades enfrentadas pelos pacientes atendidos em seus projetos.

Gostou? Compartilhe:

Veja também...