O Black Mirror de Jane’s Addiction

Uma música, duas versões e três videoclipes

Foto: divulgação
Gostou? Compartilhe:

Tem músicas que são fortes porque contam uma história e tem músicas que são f*das porque têm uma história por trás da história. “Mountain Song“, do Jane’s Addiction, faz parte do segundo grupo e você vai entender o porquê:

Fato 1: a música foi criada em 1985, antes mesmo de os integrantes terem um nome para a banda! Inicialmente ela foi gravada em 1986, sendo trilha sonora do filme Dudes, estrelado por Jon Cryer. Apesar disso, o lançamento da música só foi considerado oficial em 1988, sendo relançada em 2009. Haja estreia para um single só!

Fato 2: o primeiro videoclipe (na versão original criada por Perry Farrel e Casey Niccoli) apresentou imagens que foram censuradas. Aliás, a MTV norte-americana recusou sua exibição na época. Tudo isso por causa de frames com os integrantes se beijando e outras deles nus.

Fato 3: Perry e Casey liberaram em 1989 o documentário Soul Kiss no Dia dos Namorados, como uma forma de exibir o clipe proibidão. Além da versão original de Mountain Song, o filme também tem imagens cômicas da banda tocando “City”, música que só foi lançada oficialmente no álbum Kettle Whistle, em 1997.

Fato 4: foi feita uma segunda versão do clipe, com tarjas pretas sobre os mamilos e genitais dos integrantes, durante as cenas consideradas como nudez. Detalhe: essa versão também foi recusada pela MTV, sendo exibida posteriormente pela emissora em 1991.

Fato 5: tem outra versão em vídeo da música (sim outra!), que é a mais popular nos países da Europa e na Austrália. Essa exibição é totalmente diferente, sem o consentimento da banda, sendo rejeitada pelo próprio Perry também em 1991.

Depois dessas idas e vindas, fique à vontade para ver o clipe oficial de 1988:

Gostou? Compartilhe:

Veja também...