Olhar esquisito para o Living Colour

O Living Colour fala sobre o olhar racista da sociedade. Curte esse sonzaço e promova a igualdade de raça.

Foto: Imagem: Ebet Roberts/Redferns
Gostou? Compartilhe:

Já se sentiu observado por alguém de uma forma estranha, desconfiada, como se você tivesse algo de errado ou se fosse uma ameaça? Aquela medida dos pés à cabeça, às vezes seguida de um cochicho ou comentário a outras pessoas próximas?

É esse “olhar esquisito” que o Living Colour aborda na música “Funny Vibe“. A letra descreve em pouquíssimas frases o sentimento de um homem negro fulminado por olhos preconceituosos na rua, em uma festa, no elevador do trabalho: “não, eu não vou te roubar / não, eu não vou te bater / não, eu não vou te violentar / então porque você me olha desse jeito assim esquisito?”

A mensagem é entregue sobre o baixo pesado, a guitarra funk, a bateria ritmada e o vocal rasgado inigualável do Living Colour – um exemplar do melhor funkmetal dos anos 90.

Então solta essa sonzeira, assiste o vídeo e conheça o CEERT – Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades, que desenvolve e executa projetos voltados para a promoção da igualdade de raça e de gênero.

CEERT

O CEERT — Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades — é uma organização não-governamental que produz conhecimento, desenvolve e executa projetos voltados para a promoção da igualdade de raça e de gênero.

Gostou? Compartilhe:

Veja também...