Pussy Riot e o fim da liberdade

Uma música com muita história

Foto: EPA/Kerim Okten
Gostou? Compartilhe:

Mesmo depois da perseguição e prisão de suas integrantes, o Pussy Riot segue dando dor de cabeça para Vladimir Putin.

A última da banda de punk rock russa a ganhar as manchetes dos jornais foi a invasão de campo na final da Copa do Mundo, um protesto pela liberdade de presos políticos no país.

Em State Police, faixa lançada em 2017, o grupo ironiza Putin e Trump como representantes de estados dominados pela polícia, onde qualquer liberdade é reprimida com violência.

Se liga nesse clipe político raiz:

A Anistia Internacional atua pela defesa dos direitos humanos e liberdades individuais em todo o mundo. Clica no botão pra saber como apoiar.

Amnistia Internacional

A Amnistia Internacional é um movimento mundial de pessoas que fazem campanha internacionalmente a favor do reconhecimento dos direitos humanos para todas as pessoas. Com mais de 2,2 milhões de membros e subscritores em mais de 150 países, a Amnistia Internacional realiza pesquisa e gera ações para prevenir e pôr fim a violações graves dos

Agenda de shows

Saiba mais

Fabrique Club - Rua Barra Funda, 1071 - São Paulo / SP

A banda feminista de punk rock russa se apresenta pela primeira vez no país. Apresentação também da banda Sapataria, exposição de artes, workshops da Girls Rock Camp Brasil e lançamento do livro “Garotas à Frente”

Gostou? Compartilhe:

Veja também...